Maçãs chinesas estão pelo mundo, menos no Brasil

Maçãs chinesas estão pelo mundo, menos no Brasil

Por Isabela Costa e Letícia Julião  para Revista HF Brasil
Teve desfecho um dos maiores temores para o setor da pomicultura no
Brasil: a entrada de maçãs chinesas foi barrada! A frase dita pelo
ministro da agricultura Blairo Maggi soou de forma tranquilizante: “Não
te preocupa. A maçã da China não vem”, de acordo com notícias veiculadas
na mídia. 
A declaração foi resposta ao deputado Gabriel Ribeiro (PSD)
que questionou sobre o assunto durante audiência oficial na última
quarta-feira (15). O argumento da decisão é a consequência do não
cumprimento de exigências fitossanitárias para entrada do produto no
Brasil. Em 2015, a ex-ministra Kátia Abreu declarou como normal a
entrada de produtos da China, uma vez que o comércio ao país asiático
era de forte interesse pelo Brasil.
Na visão do então governo federal, o
impacto da importação da maçã chinesa seria mínimo para o agronegócio a
nível nacional. Porém esse “mínimo” seria consequências dramáticas para
as regiões produtoras de maçã acompanhadas pelo Cepea, geradoras de
milhares de empregos de forma direta e indiretamente com a produção de
maçãs.


← Voltar
Sem comentários